Quem somos

O Zendo Curitiba é uma sanga (comunidade) de praticantes zen-budistas, fundada por Ryuzan e Mui Sato, discípulos de Monja Coen Roshi.

O início do Zendo Curitiba pode ser remontado ao ano de 2010, quando Ryuzan e Mui, praticantes do Zen desde 2006, abriram um espaço de prática em sua própria casa, apenas com prática de zazen, mas ainda não aberto ao público – prática que durou até o ano de 2013. Foi neste período, mais precisamente em 2012 que receberam os preceitos laicos e os nomes budistas de Monja Coen Roshi, tornando-se seus discípulos desde então.

Em 2013, o Zendo Curitiba foi aberto para o público em geral e passou a existir em um espaço alugado na escola de dança Mov’n Art, onde ficou por alguns meses. Ainda em 2013, visando melhor localização e logística, mudou-se para o espaço Har Yoga & Terapias, onde ficou com práticas de zazen aos domingos até fevereiro de 2015.

Em 2015 mesmo, iniciou uma profícua parceria com a escola de yoga chamada “A Pequena Sala de Yoga”. Ali a prática do Zendo Curitiba cresceu e mais horários foram encaixados em sua programação, juntamente com a prática da cerimônia matinal, a Tchoca, aos sábados.

Em 2020, diante dos desafios da pandemia, o Zendo Curitiba desenvolveu atividades diárias de zazen on line  e manteve a cerimonia na manhã de sábado. Em 2021, após 10 anos de existência, com a mudança da “A pequena sala de yoga” para outro espaço, a sanga assume o desafio de manter integralmente o aluguel e a manutenção do espaço de prática.

Independente de sua crença ou religião, seja bem vindo a praticar zazen conosco!

CARTA DE PRINCÍPIOS DO ZENDO CURITIBA

O Zendo Curitiba é uma organização religiosa nascida em 2010, fundada por Ryuzan e Mui Sato,  discípulos de Monja Coen Roshi. Seu objetivo é difundir os ensinamentos de Buda tal como transmitidos pela linhagem da escola japonesa Soto Shu, fundada por Mestre Eihei Dogen e difundida por Mestre Keizan Jokin a partir do seculo XII.

A base da nossa prática é o Zazen, que pode ser traduzido por “meditação sentada”. Através do zazen, observamos o funcionamento de nossa mente, procuramos contato com nosso eu verdadeiro e manifestamos a sabedoria e compaixão, essenciais para a realização do Caminho de Buda.

Observamos os quatro votos do Bodisatva, ser iluminado que abdica de sua iluminaçao a fim de ajudar a todos os seres para que atinjam a mesma iluminaçao.

Além do Zazen, nos apoiamos nos sutras e daranis como forma de penetrar os ensinamentos de Buda, nas cerimônias religiosas, nas palestras do Darma e cursos em geral. Realizamos traduções de obras importantes de nossa linhagem e estudamos os ensinamentos em grupo.

Como este não é um caminho individual e solitário, a comunidade de praticantes, ou Sanga, é considerada uma das três jóias do Budismo. Não apenas Buda e Darma, mas a jóia preciosa da Sanga que nos fortalece e nos permite ver a nós mesmos. Quando encontramos um obstáculo nos relacionamentos, devemos penetrar seu sentido e não nos afastarmos. Cada obstáculo é um portal de crescimento, amadurecimento e aprofundamento na prática.

Cada um de nós vem e trás seu pequeno corpo e mente para fazermos esforços juntos. É nossa intenção coletiva sermos capazes de trabalhar em harmonia e respeito, evitando falar dos erros alheios,  evitando elevar-se e rebaixar os outros, mas procurando o melhor em cada um para cooperar, cuidar e desenvolver as habilidades de receber e de celebrar a vida comunitária, que compartilha e acolhe com ternura e sabedoria plena de compaixão. 

DIREITOS E DEVERES DOS MEMBROS ASSOCIADOS

Deveres…

…comprometer-se a uma vida de prática e participação nas atividades, comprometendo-se a avisar quando precisar se afastar temporariamente ou quando quiser se desligar da Sanga. Lembrar-se que tudo tem começo, meio e fim.

…colaborar com a prática da sanga e contribuir mensalmente com o valor que estiver a seu alcance, avisando caso não possa contribuir naquele mês.

Direitos…

…receber orientações individuais através dos nossos professores e professoras.

…frequentar os eventos regulares e cerimônias, virtuais e presenciais;

…descontos e/ou isenção em retiros, palestras e cursos;

…participar de e ser votado em assembléias (quando preceitado).