> Zazen por…. Okumura Roshi

“Quando estamos em zazen, vários tipos de pensamentos surgem e vão embora quando os deixamos ir. Eles desaparecem e apenas a parede  permanece defronte aos nossos olhos.

Devemos ser gratos ao zazen, que nos ensina que todos os tipos de pensamentos caem quando abrimos nossas mãos, e apenas a parede sobra. Se praticarmos continuamente, entenderemos que vários pensamentos aperecendo em nossa mente não são mais que secreções de nosso cérebro. Não que eles sejam algo sem valor apenas por serem secreções. O suco gástrico é uma secreção e é muito importante. Mas o excesso dele pode nos levar a ulcera e câncer. Assim o melhor é se manter NATURAL. É mais saudável deixar secreções secretando como secreções que elas são.

Nosso cérebro secreta pensamentos. Apenas continuamos deixando eles irem sem segurá-los ou negá-los. Seja natural apenas. Veja a secreção como secreção.

Pensamentos vindo em nosso cérebro são apenas cenários/paisagens/decoração. Não é bom persegui-los, pois se o fizer, ficará enredado no pensamento. Não perseguir, nem jogue fora. ESSE É O PONTO MAIS IMPORTANTE DO ZAZEN”.

Fonte: OKUMURA, S. Wholehearted Way: A Translation of Eihei Dogen’s Bendowa, With Commentary by Kosho Uchiyama Roshi.