> Shobogenzo Zuimonki (52) – Livro 3 Parte 4

Você não deve possuir coisas que precisam ser mantidas escondidas dos outros. Você tenta esconder as coisas pois tem medo de ladrões; se você as abandonar, ficará muito mais tranquilo. Quando você não quiser ser morto a ponto de ter que matar, seu corpo sofre e sua mente fica ansiosa. Entretanto, se você decidir não retaliar, mesmo que alguém tente matá-lo, você não precisará tomar cuidado nem se preocupar com ladrões. Você nunca deixará de estar tranquilo.

LIVRO 3

3-4

Em uma palestra vespertina Dogen disse:

Estudantes do Caminho deveriam ser completamente pobres. Quando observamos pessoas no mundo secular, homens de posses inevitavelmente têm dois tipos de problemas: raiva e desonra. Se eles têm algum tesouro, outros desejarão roubá-lo, e quando eles tentam protegê-lo, a raiva imediatamente surge. Quando conversam sobre algum assunto, a argumentação e a negociação geralmente evoluem para conflito ou disputa. Procedendo desta forma, a raiva irá brotar e resultará em desonra. Ser pobre e altruísta liberta as pessoas destes problemas e elas encontram a paz. A prova está bem diante dos seus olhos. Não precisamos procurar por ela nas escrituras. E não apenas isso, os sábios antigos e os sensatos predecessores criticaram a riqueza; e as deidades celestiais, os budas e os ancestrais todos a denunciaram. Ainda assim, pessoas tolas acumulam riqueza e carregam muita raiva; esta é a vergonha das vergonhas. Nossos sensatos predecessores, sábios antigos, budas e ancestrais foram todos pobres, mas aspiraram ao Caminho.

Nos dias de hoje, a decadência do buda-darma está ocorrendo bem diante dos nossos olhos. Desde o momento em que eu adentrei pela primeira vez o Monastério de Kenninji[1], durante o período de sete ou oito anos, eu vi muitas mudanças gradualmente tomando forma. Eles construíram depósitos em cada edificação do templo, cada pessoa tinha seus próprios utensílios. Muitos se afeiçoaram às vestes finas, armazenaram posses pessoais e cederam a conversas ociosas. Ninguém se importava com as formas de cumprimento mútuo, nem de se prostrar diante de Buda. Olhando para estas coisas, eu posso imaginar como os outros locais devem ser.

Uma pessoa do buda-darma não deveria possuir nenhum tesouro, nem propriedade além dos mantos e uma tigela. Qual a necessidade de um aposento particular? Você não deve possuir coisas que precisam ser mantidas escondidas dos outros. Você tenta esconder as coisas pois tem medo de ladrões; se você as abandonar, ficará muito mais tranquilo. Quando você não quiser ser morto a ponto de ter que matar, seu corpo sofre e sua mente fica ansiosa. Entretanto, se você decidir não retaliar, mesmo que alguém tente matá-lo, você não precisará tomar cuidado nem se preocupar com ladrões. Você nunca deixará de estar tranquilo.


[1] Dogen começou a praticar com Myozen em Kenninji, em 1217, quando ainda tinha dezoito anos. Ele ficou lá até sua ida à China em 1223. Depois que ele voltou da China, ele permaneceu em Kenninji novamente por mais alguns anos.